Voltar

DECISÃO Nº 12, DE 12 DE ABRIL DE 2019

DECISÃO Nº 12, DE 12 DE ABRIL DE 2019

A PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto da Entidade, aprovado pelo Decreto Nº 8.297, de 15 de agosto de 2014, publicado no Diário Oficial da União em 18 de agosto de 2014, e de acordo com o Protocolo que instituiu o Prêmio Camões, celebrado entre a República Portuguesa e a República Federativa do Brasil, assinado em Brasília em 22 de junho de 1988 e o Protocolo Modificativo assinado em Lisboa em 17 de Abril de 1999, decide tornar público:

1. O Júri do Prêmio Camões de 2019, assim definido pelos Governos do Brasil, representado pelo Ministério da Cidadania, no âmbito da Fundação Biblioteca Nacional e de Portugal, representado pela Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), vinculada ao Ministro de Estado da Cultura de Portugal, composto por:

a) Antonio Cicero Correia Lima e Antonio Hohlfeldt, pelo Brasil

b) Clara Rowland e Manuel Frias Martins, por Portugal

c) Ana Paula Tavares e Nataniel Ngomane, pelos países africanos de língua portuguesa.

2. A reunião deste ano será realizada no dia 21 de maio na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, cabendo as despesas de hospedagens e organização da reunião à parte brasileira e as passagens aéreas dos jurados visitantes à parte portuguesa.

3. A parcela do Ministério da Cidadania do Brasil, correspondente à metade do valor prêmio, instituído pelos dois governos, determinará ao vencedor o prêmio de € 50.000 (cinquenta mil euros).

Esta decisão executiva entre em vigor na data de sua assinatura.

Helena Severo

Publicado em: 18/04/2019 | Edição: 75 | Seção: 1 | Página: 7

Órgão: Ministério da Cidadania/Fundação Biblioteca Nacional

DECISÃO Nº 12, DE 12 DE ABRIL DE 2019

A PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto da Entidade, aprovado pelo Decreto Nº 8.297, de 15 de agosto de 2014, publicado no Diário Oficial da União em 18 de agosto de 2014, e de acordo com o Protocolo que instituiu o Prêmio Camões, celebrado entre a República Portuguesa e a República Federativa do Brasil, assinado em Brasília em 22 de junho de 1988 e o Protocolo Modificativo assinado em Lisboa em 17 de Abril de 1999, decide tornar público:

1. O Júri do Prêmio Camões de 2019, assim definido pelos Governos do Brasil, representado pelo Ministério da Cidadania, no âmbito da Fundação Biblioteca Nacional e de Portugal, representado pela Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), vinculada ao Ministro de Estado da Cultura de Portugal, composto por:

a) Antonio Cicero Correia Lima e Antonio Hohlfeldt, pelo Brasil

b) Clara Rowland e Manuel Frias Martins, por Portugal

c) Ana Paula Tavares e Nataniel Ngomane, pelos países africanos de língua portuguesa.

2. A reunião deste ano será realizada no dia 21 de maio na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, cabendo as despesas de hospedagens e organização da reunião à parte brasileira e as passagens aéreas dos jurados visitantes à parte portuguesa.

3. A parcela do Ministério da Cidadania do Brasil, correspondente à metade do valor prêmio, instituído pelos dois governos, determinará ao vencedor o prêmio de € 50.000 (cinquenta mil euros).

Esta decisão executiva entre em vigor na data de sua assinatura.

Helena Severo

Este conteúdo não substitui o publicado na versão certificada (pdf).
Facebook Google plus Twitter WhatsApp Linkedin